Visitas

VER A NOSSA HISTÓRIA
(Clica na imagem)

CROMAS:

Ir para a Página desta CROMA Ir para a Página desta CROMA Ir para a Página desta CROMA

Etiquetas

Etiquetas do BIKE17ECO

Subida ao Piorneiro e Geira Romana - Gerês

segunda-feira, 29 de outubro de 2012



De regresso aos ares de Caldelas, zona do famoso, IIIº passeio do BIKE17ECO no longínquo ano de MMVII, aquele que: ”subia pra C*****o”.


No passado dia 6OUT, III cromos do BIKE17ECO (mais ou menos os do costume, falta um mas isso já foi tema neste Blog), foram para o Gerês, com 2 objectivos:
Iº - subida (e consequente descida) em BTT do pico do Piorneiro, local inóspito e isolado, cujo pico jamais terá sido trilhado por bicicletas.
IIº - percorrer os XX kms da Geira Romana, entre Covide e Souto, no regresso.

Com arranque na Aldeia de Ramalha, na freguesia de Sequeiros, base logística do BIKE17ECO, iniciámos logo com uma subidinha com inclinações de XX%, boas para aquecer.

Percorrendo as cotas altas da Serra de STª Isabel, com as indescritíveis paisagens do Gerês como pano de fundo, passando por locais já por nós percorridos nos II passeios que já por cá fizemos.

Percorremos parte da PRXII, em Santa Isabel do Monte, e depois foi mais uma subidinha com boas %, e manadas de vacas, até ao topo do Piorneiro, o Iº objectivo do dia, com vistas espectaculares para o PNPG, mais concretamente para a zona da Calcedónia, (para quem não conhece a Fenda, é percorrer o PR I, que aconselho vivamente.)
Tiradas as fotos da praxe, seguiu-se a descida de III,V Kms em trilho até lá abaixo, Covide, - foi tudo bichinho.
Paragem num café, para repor energias e rapidamente iniciamos o regresso pelo caminho romano, só que os romanos devem-se ter baldado na construção de uma parte da estrada e caminho nem vê-lo, lá tivemos que andar no PURINHO BTT: subir ribanceiras, bicicletas às costas, abrir caminho pelo mato, enfim nada de novo…
Encontrada, finalmente a Geira, devemos ter entrado, na faixa contrária, pois nas cerca de XII milhas do caminho, devemos ter encontrado á vontade uns XXX ou XL ciclistas a fazer o caminho no sentido oposto, - só nós é que estávamos bem… - (não sabemos o que se passava, mas foi o que aconteceu).

Regresso a casa sem percalços, e com mais uma grande coça de btt à antiga, no currículo… J.

Fotos deste Passeio

Download deste Trilho

Nota: o Pedro Trilhos, opta por escrever as suas crónicas na ortografia antiga..

Procura-se!

quinta-feira, 18 de outubro de 2012



** Certos "passarinhos editoriais" dizem que terá sido avistado algures a descer um trilho em plena selva amazónica, fugindo de um Aminão...
** Outros vagos relatos dão conta da participação deste Mega-Atleta numa misteriosa experiência científica, na qual são inseridos potentes neuro-transmissores na zona da cervical, acrescentando desta forma um aporte de massa muscular às unhas dos pés...
** Entretanto, uma fonte não oficiosa refere o seguinte: é muito provável que o Mafarrico se encontre neste momento a tirar o Curso Avançado de Caruncho e Logística para Passeios de BTT...

** A informação é diversa. Caros Betetistas e Amigo/as, se alguém tiver informações fidedignas sobre o paradeiro de tão ilustre betetista, o Bike17Eco  
resolveu abrir os cordões à bolsa e endividar-se com tão farta recompensa, sendo porém totalmente merecido tamanho esforço! Bem Hajam.

PS. Pimenta, se onde estiveres conseguires ler esta mensagem, dá notícias, manda um mail, um telefonema e aparece porque, de facto, já não tem piada marcar uns passeios e uns trilhos com a malta, sem ter o verdadeiro ESPECIALISTA em chegar atrasado e baralhar os horários todos! Abraço.

O ansiolítico de um puro Trepador

terça-feira, 16 de outubro de 2012



** Dou por mim muitas vezes a reflectir nos motivos que me levam a desafiar- TE constante e intrepidamente.

** Ao simples e inegável facto de um Trepador não conseguir resistir ao teu longínquo mas encantador chamamento. A sabedoria popular assevera que o Coração tem razões que a própria Razão desconhece, será possivelmente este o meu caso já que é mais forte do que Eu.
** Quem sabe realmente se será bem a Razão, e não outras iguarias tradicionais, a não me demover deste meu propósito .....
** A cada jornada, a cada pedalada, a cada curva, a cada metro, sei perfeitamente de antemão o que espera este guerreiro. Conheço-te agora em toda a tua plenitude.
** Ainda mesmo agora revejo esse teu olhar, doce mas sobranceiro, que pode ser avistado a Kms de distância como que a desafiar os mais incautos e atrevidos, a castigar a alma e o corpo daqueles desconhecidos que ousam visitar-te sem se fazerem anunciar!
** No entanto, quando chegamos junto à tua porta, sabes como ninguém reconhecer o nosso esforço, o nosso alento, recompensando-nos e tranquilizando-nos sem pedir nada em troca, oferecendo-nos paz e harmonia.
** Quanto a Ti não sei mas confesso-te que vou continuar a visitar-te sempre que puder- algumas vezes sem me fazer anunciar é certo - porque, afinal de contas,  todo o TREPADOR necessita de acarinhar a sua alma gémea e, em última análise, de se reencontrar a sim mesmo quando se encontra deveras perdido. 



Jornada de Paintball em Vila Viçosa

sexta-feira, 5 de outubro de 2012



"Unir-se é um bom começo, manter a união é um progresso, e trabalhar em conjunto é a vitória." - Henry Ford.

** No dia 17 de Setembro, lá consegui desencaminhar 7 temíveis e intrépidos Guerreiros de Águas Santas (Helena, Natália, Filipe, Vidinha, Costa, Pedro e Cordeiro) para uma magnífica tarde de Paintball, em Vila Viçosa.



** Como não podia deixar de ser e já é apanágio daquela "minha" gente, o Rodrigues e a Sofia, os anfitriões e membros da famigerada BrigadaFénix, receberam-nos de forma calorosa, proporcionando-nos um dia espetacular de puro convívio, desporto, amizade, galhofa e com muita adrenalina à mistura.

** Antes do início da "batalha", já alguns Guerreiros confraternizavam em zona neutra, aliviando a tensão em crescente.

** Certas moçoilas, mais experientes , concentradas e focadas na missão, escolhiam o vestuário indicado para a necessária camuflagem e emboscada ideal. Outras Raparigas, com mais sangue na guelra e pêlo na benta, já só queriam era começar a atirar sobre tudo o que mexia, tornar-se-ia no "atira num minuto" literalmente.

** Uma parte do teatro de operações propriamente dito, território desconhecido ainda para muitos.

** Instruções e considerações breves de segurança dadas pelo Rodrigues, seguidas de forma atenta pelos presentes.

** Por esta altura, já alguns mafarricos aproveitavam a oportunidade e trajavam antecipadamente as "armaduras à Dão Sebastião".
**Táticas previamente delineadas, antes de entrar no teatro de operações propriamente dito, era tempo de dar início às hostilidades.
 ** Já por esta altura, facto que se prolongaria pela jornada fora, o Vidinha andava no encalço do Pedro, velhas contas do tempo da 2ª Divisão por ajustar, alguém declarou.
** Os atiradores progrediam cautelosamente, sabendo de antemão que, em qualquer momento mais inesperado, o adversário responderia na mesma moeda.




** No final de cada batalha, era tempo de contabilizar as "baixas" de cada equipa e de rever as táticas de jogo para as próximas adversidades.
** O descanso merecido dos cansados guerreiros após uma longa mas saborosa batalha....
** Esperava-nos um frio mas revigorante banho, num chuveiro a fazer lembrar um qualquer mágico lugar tropical....


** No rescaldo da luta, a alegria, o reforço da amizade e o sentimento do dever cumprido, transpareciam nos rostos de cada guerreiro.











** Corpos e almas revitalizadas, o fim da jornada épica teve o seu apogeu na respetiva mesa de jantar com o casal anfitrião, à boa maneira portuguesa, onde os Guerreiros se deliciaram com uma bela churrascada e puderam reviver e contar os momentos mais marcantes do dia, dia este que de certeza ficará nas memórias de todos para os anos vindouros, aguardando-se ansiosamente futuras "batalhas" a serem travadas certamente por tais intrépidos mafarricos.
**Manuel Sousa**

Fotos deste Passeio