VER A NOSSA HISTÓRIA
(Clica na imagem)

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

A conquista da Ecopista do Dão.

***Foi-me dada a tremenda responsabilidade (mais uma vez culpa do Trepador) de escrever a crónica da nossa viagem pelo Dão, mais concretamente pela Ciclovia, a maior do país com 49 kms de extensão.
***Posso dizer-vos que, além do seu comprimento, esta ciclovia atravessa três municípios: Viseu, Tondela e Santa Comba Dão, concelhos estes que podem ser distinguidos através das diferentes cores que o pavimento vai tomando.

***Mas iniciemos a nossa crónica.
***Eram 7H10 quando me encontrei com o Sousa em Vila Nova de Gaia e nos deslocamos para a casa do Amorim, onde as tropas se reuniram. Será que algum deles imaginaria a aventura que este dia iria proporcionar?  Eu não, disso tenho a certeza. A viagem começa a 4 rodas, com uma pequena paragem para café e para o Mouteira se reforçar com um queque e segue até Viseu, altura em que as nossas feras são soltas no asfalto.
***Aproveito para informar que nesta altura já sou a feliz possuidora de um novo animal, tendo deixado o meu chaimite (agora peça de museu) em exposição, que é o único lugar onde deve estar.
***Passamos por lugares fantásticos e tivemos acesso a paisagens maravilhosas, sempre acompanhados pela antiga e agora desativada linha do comboio.  O facto de irmos de bicicleta facilita imenso a entrada nestes locais, proporcionando momentos inesquecíveis.

***Aproveitando cada recanto para um reforço alimentar e mais umas fotos aqui e ali, até porque o relógio do nosso amigo Mouteira tinha de ser imortalizado, os quilómetros lá se foram passando e com muitas dores e uns últimos 3 km de arrasar lá finalizamos a 1ª parte da viagem.
***Posso afirmar que esta fase só foi superada porque durante algum tempo tivemos o privilégio de sermos acompanhados pelo STIG,  piloto experiente que se juntou a nós (para quem tiver dúvidas temos provas).
***Em desabono desta bela ciclovia tenho a dizer que foi com algum desagrado que constatamos que a mesma, ao chegar a Santa Comba Dão, termina…..em lado nenhum.  Deparamo-nos com um descampado, como se a ciclovia estivesse inacabada. Esperemos que seja algo temporário.

***Já sentados no 1º café que encontramos, onde descansamos, comemos, bebemos, aproveitamos a sombra e imortalizamos o momento com mais umas fotos, comecei a ponderar se não seria melhor apanhar o comboio de volta a Viseu.  É que o corpinho já começava a dar sinais de estar mais para lá do que para cá. Pedi, pedi, pedi, mas os meus companheiros de viagem decidiram que a rapariga tinha de seguir até ao fim e assim foi. Com muitos pedidos de socorro, sempre rezingona, cheia de dores e empurrada durante vários kms, lá fui pedalando, pedalando, pedalando, até que vi a luz,  ou seja, o final da ciclovia, Viseu.Posso dizer que nunca gostei tanto de Viseu como naquele instante.
***Foi um dia fantástico, tudo perfeito, clima, companhia, paisagens e, no meu caso, o sentimento de superação. É impressionante como conseguimos ir mais além quando somos apoiados por companheiros de viagem como os que tive o prazer de ter. Por isso os meus mais sinceros agradecimentos a todos eles.
Sem grandes obstáculos, tirando uns furitos e os meus constantes pedidos de auxílio, a Ciclovia do Dão foi tomada pelo Amorim, o Sousa, o Mouteira, o Pedro, o Manuel e a Andreia.

***Como aspetos, não negativos, mas menos positivos apenas quero apontar a falta de pontos de água pelo caminho, o não aproveitamento das estações desativadas  e, como já referi, o facto da ciclovia não estar terminada.
Em jeito de conclusão, aconselho a todos que façam este percurso com um grupo de amigos,  onde a camaradagem, alegria e sentido de entreajuda seja tão grande como aquele que eu experienciei.

***Até ao próximo desafio!!!
*Andreia*
  Fotos deste Passeio

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Lição de Vida Capítulo II - Zé Que Cai

* Porque tem realmente o mar de ser o limite?
* Porque tem a vontade enorme de viver e de ultrapassar os obstáculos inopinados da vida, de esbarrar numa qualquer costa? Num qualquer mar?
* Porque tem uma CRIANÇA frágil, doce, ingénua, pura e inocente, de enfrentar a dor, o sofrimento, a revolta, a falta de condições dignas para ser tratada convenientemente?
* Porque sente alguém a necessidade vital de divulgar, no seu período de férias, de forma altruísta e com humildade, por esse lindo país fora, esse teu projecto solidário, meu caro Amigo Joãozinho?
* Porque continuam a se juntar a ele, frequentemente, constantemente, incessantemente, na estrada, vários amigos Betetistas, neste seu périplo? 
*Porque teimam eles em não o deixar percorrer essa mesma estrada sozinho, em acolhê-lo calorosamente nos seus lares, nos seus quartéis, nos seus estúdios, nos seus corações?






*Não tenho a certeza, caro Joãozinho, fico sem respostas a essas questões, tenho mais dúvidas de que certezas. Contudo, tenho um palpite: talvez essas pessoas sintam que não é nenhuma loucura, que se pode realmente fazer a diferença, talvez até se revejam nesta simplicidade, neste altruísmo, nesta bondade e neste dar sem receber nada em troca, tudo obra desse grande Amigo chamado José Figueiredo, tudo em teu nome e pela tua causa, Pequeno Joãozinho, pela causa das CRIANÇAS. Das nossas CRIANÇAS.
*Porque talvez Joãozinho, o que nos falta um pouco a todos nós, se calhar, é fazer como o José Figueiredo, é somente fazer uma visita a tua casa, sabendo que a porta está sempre aberta, basta-nos simplesmente entrar. As CRIANÇAS agradecem a nossa visita.
OBRIGADO ZÉ FIGUEIREDO.

* Fotos Solidárias.

Ass. Sousa "Trepador"

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Lições de vida - "Zé Que Cai".

*** O Zé Figueiredo (Zé que Cai no Forum BTT)  é um mais um aficionado deste nosso bichinho das bicicletas. Mas é mais do que isso. Muito mais.
*** Há cerca de 3 anos, foi-lhe diagnosticado uma doença degenerativa da visão, perdendo gradualmente a mesma, recebendo tratamentos no Hospital de S. João, encontrando-se de momento estabilizado. Tudo isto impediu-o de fazer aquilo de que ele mais gostava.
*** Mas não o impediu de fazer um périplo pelo nosso Portugal, no seu tempo de lazer e férias, para divulgar as 21 maravilhas deste nosso País. Mais ainda. Não o impediu de ter como principal propósito nessa viagem, divulgar a nobre causa de uma menina que enfrenta problemas de saúde desde que nasceu, a Juliana, e divulgar de forma altruísta para tudo e todos essa mesma causa.
*** Ora o ZÈ tem um novo sonho e um novo desafio para Agosto: atravessar Portugal de Lés a Lés pela Costa. E uma nova causa solidária para divulgar: O projecto do Joãzinho do Hospital S. João que visa construir uma nova Unidade Pediátrica.
***Acontece que o Zé tem programado como 2ª etapa Esposende-Valadares, com possível passagem pelo Hospital S. João, possivelmente no dia 14 de Agosto.
***Não poderia ficar indiferente a esta verdadeira lição de altruísmo, coragem e determinação. Revejo-me também neste verdadeiro espírito de encarar o Desporto em toda a sua essência e toda a humildade. No dia da sua passagem pela nossa cidade, irei de bike receber e ter a honra de pedalar com este nobre e humilde Betetista, transmitindo-lhe força e alento até o seu destino final, estando certo de que mais Amigos do Bike17Eco e outros também marcarão presença.
*** Mais pormenores serão depois publicados por mim.
Bem hajam.

Sousa "Trepador"

domingo, 7 de agosto de 2011

Próxima aventura prevista - A Ecopista do Dão

*** O dia previsto será divulgado para aqueles/as que nos queiram acompanhar em mais um reconhecimento, desta vez na maior Ecovia do País, recentemente inaugurada 
O Reconhecimento será no próximo dia 16 de Agosto, quem nos quiser acompanhar é só avisar.


sábado, 6 de agosto de 2011

Volta à Portugal - 2ª Etapa - Nª Srª da Assunção

*** Chouriçada, Quinta, dia 4 de Agosto, em Fafe, começa a nossa Volta a Portugal.
---Tem sido tradição nossa assistir ao final da Etapa da Nª Srª da Assunção, em Santo Tirso, este ano logo a 2ª etapa da prova e marcada para o dia 6 de Agosto (Sábado).
--- Prevê-se espectáculo e sofrimento como de costume, pelo que quem quiser ir ver a etapa de bike na nossa companhia, será para comparecer na "Terra das Gajas Boas", junto à casa deste humilde Trepador (se não sabes onde fica pergunta depois....), pelas 14H30, local de início da NOSSA etapa. Sem stress e em convívio.
*** Se quiseres levar comes e bebes fresquinhos, prevê-se calor, é contigo, vamos tentar enganar novamente o nosso Aguadeiro oficial, o MANEL XINATEIRO, para ir recolher alguns abastecimentos líquidos nos tascos na subida ( não nos responsabilizamos pelo néctar escolhido) !!!
*** Pode ser que haja lanche em minha casa no regresso e pode ser que não! Depende do número de clientes e respectivos perfis gastronómicos individuais.

Sousa "Trepador"